5 dicas para começar a vender nos marketplaces

É fato que a tecnologia avançou e tem facilitado, e muito, os processos de compra e venda. Os marketplaces, por exemplo, ganharam força nos últimos anos e se tornaram ainda mais relevantes na pandemia.

Players como Mercado Livre, Magalu, shopee, Netshoes e muitos outros, passaram a ser canais interessantíssimos para os lojistas que desejam aumentar o seu faturamento, conquistar maior visibilidade e, consequentemente, novos clientes.

Afinal, é nítido o quanto o comportamento dos consumidores mudou nos últimos tempos. As pessoas têm demonstrado muito mais interesse pelas compras on-line e grande parte das empresas já percebeu que concentrar as vendas somente em pontos físicos pode ser um limitador.

Acontece que, nem sempre os empreendedores têm acesso aos recursos necessários para a criação de um e-commerce. Neste cenário, os marketplaces são grandes aliados, isso porque eles já contam com a audiência, desenvolvem suas próprias campanhas de marketing e demandam bem menos investimento do que uma loja virtual própria.

Mas, vale mencionar que nos marketplaces a concorrência costuma ser mais acirrada, justamente por conta da facilidade da adesão.
Por isso, para garantir destaque, é preciso apostar em ferramentas e estratégias específicas para agregar valor aos produtos, atrair e fidelizar o público-alvo.

Passo a passo para começar a vender em marketplace

Assim como em qualquer outro tipo de negócio, para iniciar uma jornada bem-sucedida no marketplace é preciso, antes de mais nada, fazer um estudo profundo sobre o cenário em geral. Depois, pesquisar sobre as plataformas e confiar nas tecnologias adequadas para facilitar as suas operações e integrar os seus canais de venda e gestão.
Para isso, uma boa dica é apostar em um ERP, capaz de integrar a sua empresa com os maiores marketplaces do mercado de maneira automática, reduzir as chances de erros no cotidiano corporativo e aumentar a produtividade dos colaboradores.

Com um sistema de gestão eficiente, qualquer ação administrativa pode ser simplificada e o tempo da sua equipe passa a ser destinado a pensar de maneira estratégica, para impulsionar o desenvolvimento de ações capazes de fazer o seu negócio sair na frente da concorrência.

Agora que você já sabe da importância de um sistema de gestão, confira outros passos simples para te ajudar a começar a vender nos marketplaces.

1. Apresente seus produtos com imagens de boa qualidade e descrições completas

Ao contrário das lojas físicas, os marketplaces não permitem que o consumidor prove ou manuseie o produto antes de realizar a compra. Por esse motivo, é essencial divulgar imagens de boa qualidade, vídeos para esclarecer as funcionalidades dos itens e descrições completas e detalhadas a respeito dos tamanhos, cores e variações.

2. Defina a plataforma mais adequada para o seu negócio

Antes de cadastrar os seus produtos, é importante estudar as principais plataformas e compreender qual o diferencial apresentado por cada uma delas. Assim, você tem mais chances de encontrar o público que será impactado pelos seus produtos.

3. Cadastre e venda seus produtos

Nesse momento, é importante ter todos os documentos solicitados pelo marketplace e garantir que a sua política de frete, trocas e devoluções esteja bem definida.

Feito isso, é só iniciar o processo de cadastro informando o título, preço, descrições, imagens, tamanhos, pesos e medidas dos produtos.

4. Organize a logística de entrega

É importante que você esteja sempre atento à logística de entrega quando receber um pedido.

Isso porque, em um marketplace, a separação e a entrega do produto são de responsabilidade do lojista.

Nas vendas on-line, as formas de entrega mais comuns são os Correios ou transportadoras. O mais atrativo dos Correios é o alcance em todo o território nacional. Em contrapartida, com uma transportadora, você não precisa se preocupar com a restrição de peso para os pacotes – diferentemente dos Correios, que têm o limite de 30 quilos.

5. Atente-se ao gerenciamento de contas do negócio

Por mais que os marketplaces tragam inúmeras funcionalidades, incluindo a possibilidade de automação de alguns processos, isso não significa que você, comerciante, não deva se atentar ao gerenciamento de contas. Portanto, fique de olho e monitore constantemente as taxas de comissionamento para não ter surpresas desagradáveis depois de começar as suas vendas.

O que o Sistema Grátis pode fazer por você?

Com o Sistema Grátis você gerencia o seu negócio, de forma fácil, simples e de qualquer lugar. Além disso, integra todos os canais da sua loja e organiza a gestão da sua empresa com segurança, facilidade, agilidade e eficiência.

São diversos recursos que possibilitam o controle total sobre as vendas, finanças, estoque, produtos, clientes, pedidos, e muito mais.

Quer saber mais? Então, clique aqui, acesse o site do Sistema Grátis e confira todas as soluções disponíveis.

No mais, continue olho no blog. Sempre temos  muitas novidades por aqui.

Um grande abraço e até o próximo post!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: